Implantodontia

O tratamento mais moderno para recuperar definitivamente dentes que foram perdidos. Os implantes são suportes ou estruturas de titânio posicionadas cirurgicamente no osso maxilar abaixo da gengiva para substituir as raízes dentárias, por isso é chamado de “raiz artificial”.
O implante proporciona conforto e eficiência na mastigação e na fala de forma bastante similar aos dentes naturais, além de devolver beleza ao sorriso e qualidade à saúde bucal.

Os implantes são indicados nos seguintes casos:

• Ausência de um ou mais dentes, dificultando a mastigação;
• Pacientes com crescimento maxilar completo (jovens e adultos);
• Próteses Removíveis totais ou parciais mal adaptadas sem estabilidade, desconfortáveis e/ ou com comprometimento estético;
• Próteses Removíveis totais ou parciais que tragam insegurança ao mastigar e sorrir;
• Auxílio em movimentações ortodônticas.

A finalidade dos implantes dentários é recuperar a função dos dentes e a beleza do sorriso, preenchendo espaços de dentes ausentes, condenados ou próteses removíveis e fixas, quando estas por algum motivo não agradam ao paciente. Além disso, também melhora a qualidade da mastigação, pois com o implante a sobrecarga em dentes remanescentes diminui, e possibilita parar a reabsorção óssea, pois o osso alveolar sustenta os dentes e permite a mastigação. Quando a pessoa perde um ou mais dentes, esse osso perde sua função e é reabsorvido pelo organismo, ocorrendo a reabsorção, as consequências estéticas e funcionais debilitam progressivamente a mastigação e a arcada dentária.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Exames clínicos e diagnóstico
Nesta fase será avaliada a história clínica do paciente e efetuados os exames complementares necessários.

Cirurgia para instalação do implante
É um processo simples e particular para cada tipo de tratamento e paciente. Nossos profissionais irão orientar você sobre cada passo desse processo.

Pós-operatório
A recuperação de um implante dentário é muito rápida. Informaremos todos os procedimentos para que a sua recuperação ocorra de forma eficiente e sem dor. Se necessário, receitaremos medicamentos para auxiliar na recuperação. É fundamental que o paciente siga rigorosamente todas as instruções passadas.

Moldagem, confecção e instalação da prótese dentária
Podem ser feitas imediatamente após a colocação do implante ou de três a seis meses após a fase cirúrgica, dependendo do tipo de osso e do local do implante.

Manutenção e higienização bucal
A manutenção e a higienização adequadas são fundamentais para o sucesso do implante. Orientaremos qual é a melhor forma de você cuidar de sua prótese. Vale lembrar que uma correta higienização bucal e visitas periódicas ao dentista são essenciais.

Dúvidas frequentes sobre implantes dentários

É um tratamento doloroso?
Em todo o processo, a nossa preocupação é com o bem-estar do paciente. A dor do procedimento de colocação de um implante dentário é mínima quando comparada a outros procedimentos cirúrgicos. Assim, a colocação do implante envolve apenas uma anestesia local. Uma vez que boa parte do procedimento envolve a manipulação do tecido ósseo, que não é enervado, mesmo pacientes mais sensíveis costumam achar o procedimento bastante tranquilo.

O implante dentário é um procedimento relativamente simples e praticamente indolor. Por isso, não há motivos para que o paciente postergue ou mesmo adie a decisão de fazer um implante. A falta de um dente na arcada pode gerar a movimentação dos demais e o desalinhamento de toda arcada. Assim, vale a pena investir no tratamento o quanto antes e buscar um profissional que seja capaz de oferecer o devido suporte ao paciente.

Qual a taxa de sucesso dos implantes?
Comparado a outros procedimentos, os implantes dentários apresentam uma alta taxa de sucesso. Cerca de 98% dos casos de implante são bem-sucedidos, ou seja, não apresentam qualquer tipo de rejeição ou complicações no pós-operatório. Uma vez que a perda de um dente costuma afetar de forma significativa a autoestima do paciente, além de ser um procedimento com alta taxa de sucesso, a maior parte dos pacientes acaba ficando muito satisfeita com o resultado.

Qualquer pessoa pode fazer implante dentário?
Existem certos casos em que o implante dentário não é recomendado. É o caso, por exemplo, de pacientes que estejam em tratamento de quimioterapia e radioterapia, pacientes que têm osteoporose e hepatite, além de mulheres grávidas, pacientes diabéticos descontrolados, pacientes com insuficiência renal, pacientes que fizeram uso de medicamentos para osteoporose também podem ter contraindicações.
Pacientes que fumam em excesso podem fazer o implante, no entanto, é preciso estar ciente de que as chances de problemas são maiores nesses casos.

É possível ter rejeição do implante dentário?Os casos de rejeição de implante dentário são praticamente nulos. Isso porque, o procedimento envolve uma instalação de um cilindro de titânio que é um material biocompatível. O cilindro onde será instalada a prótese se integra ao tecido ósseo sem apresentar nenhum tipo de rejeição. Em razão dessa característica, o titânio faz com que o implante fique fixo na estrutura da arcada dentária, conferindo aos dentes artificiais o mesmo aspecto e funcionalidade dos dentes naturais.

Implante dentário custa caro?
No que se refere ao custo, é preciso que um profissional avalie o caso, para posteriormente apresentar um orçamento. Os implantes são, em geral, mais caros que outros métodos de substituição de dentes e a maioria dos convênios não cobrem seus custos, porém o resultado final é muito superior tanto funcionalmente quanto esteticamente.

Outro fator que deve ser levado em consideração é que se osso for muito fino e inadequado para suportar um implante, você terá necessidade de realizar um enxerto ósseo. Ou, se não houver altura óssea suficiente na maxila ou se os seios maxilares (espaços vazios dos ossos da maxila) estiverem muito próximos da margem do osso, você deverá passar por um procedimento chamado de levantamento de seio maxilar. Estes procedimentos elevam o valor do tratamento.

Você já ouviu falar

Implantes ósseo integrado: são implantados por meio cirúrgico diretamente no osso maxilar. O período da osseointegração (integração ao osso) leva em média 4 a 6 meses dependendo da região a receber o implante. Após este período, uma segunda cirurgia é necessária para ligar o implante ao meio bucal, nesta fase o cirurgião dentista remove a gengiva que está recobrindo o implante e finalmente, um dente artificial (ou dentes) é conectado ao implante, individualmente, ou agrupado em uma prótese que pode ser de dois tipos:

Prótese Protocolo: prótese total implantosuportada e implantoretida, fixada sobre 4 a 8 implantes em média. Este tipo de prótese é parafusada e retirada apenas pelo seu dentista, é uma prótese que confere boa estética e é uma ótima opção para quem pretende fugir da dentadura, o único inconveniente é que este tipo de prótese é mais difícil de ser higienizado, pois todos os detes são conectados entre si, exigindo bastante cuidado do paciente. Pode ser feita em resina ou porcelana.

Prótese Overdenture: Prótese total removível sobre implante, este tipo de prótese é mais barato que a prótese protocolo porque exige menos implantes (2 a 6 em média) e é confeccionado em resina. Esta prótese é como uma dentadura, porém, tem um encaixe em uma barra que conecta os implantes à prótese, conferindo a esta mais estabilidade e retenção. Esta prótese pode ser retirada pelo paciente e por isto a sua higienização é facilitada.

Principais dicas de cuidado bucal para IMPLANTES
A maioria dos implantes dentais são eficientes, e existem algumas etapas que você pode seguir para auxiliar na garantia do sucesso e fazer com que o implante dure.

Pratique uma boa higiene bucal – Escove os dentes três vezes por dia e utilize o fio dental diariamente. Utilize escovas de dente interdentais, escovas que deslizam entre os dentes podem ajudar a limpar mais profundamente ao atingir áreas em volta do implante.

Pare de fumar – Fumar pode enfraquecer a estrutura óssea e pode contribuir para falhas no implante.

Consulte seu dentista – Limpezas e exames a cada seis meses podem ajudar a garantir que seu implante esteja em boas condições, e que continue dessa forma. E a garantia ofertada ao trabalho realizado depende disso.

Evite mastigar alimentos duros – Não mastigue itens duros como gelo ou doces duros, uma vez que eles podem quebrar a coroa e os seus dentes naturais.